Transparência: sinônimo de ética

O Governo Lula vem apanhando regularmente por denúncias de corrupção e mau uso do dinheiro público. Merece. Não é mais admissível que autoridades como ministros e assessores confundam verbas para uso em serviço com dinheiro próprio para uso pessoal em viagens, farras

Entretanto, é importante salientar que as falhas não são do governo, são dos servidores. Ou melhor, a farra não é do cartão, é do uso do cartão.

Não se pode matar o boi para acabar com o carrapato. Todas as empresas e órgãos públicos tem enormes dificuldades para gerenciar despesas de viagem e de pronto atendimento. O cartão corporativo é usado nas empresas pequenas, nas multinacionais e nos órgãos federais. Quem conhece o processo de adiantamento de viagens, sabe o quanto ele é mais complicado e menos transparente.

Aliás, a transparência é o melhor sinônimo de ética. O portal que permite ver as despesas de cada servidor é a grande idéia do processo e o motivo deste post. Somente porque foi usado o cartão, e suas informações foram visualizadas pela Internet pôde-se detectar os desvios.

Punam-se os malandros que usaram o dinheiro público em benefício próprio. E não o governo que disponibilzou as informações.

Louve-se o portal da transparência e afaste-se o risco dos processos anteriores engavetados com notas fiscais frias e falsas.

Favor não matar uma boa idéia por sua má utilização.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: